segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Oficina de Timbres: Usar o Guitar Rig 4 com a GT-10

Olá Guitarreiros de Plantão!

Neste post irei ensinar a usar o Guitar Rig 4 com a GT-10.

Antes de tudo quero dizer que estou muito satisfeito com os resultados que tenho obtido com o Guitar Rig 4. Desde o início do seu uso, tem sido uma boa surpresa atrás da outra.
As qualidade das simulações me impressionaram muito, principalmente por serem muito superiores às da GT-10. Os amplificadores valvulados realmente parecem valvulados e a resposta às dinâmicas de volume e sensibilidade são muito boas.

A grande vantagem de se utilizar a GT-10 em conjunto com o Guitar Rig 4 é que a GT-10 oferece recursos únicos, não presentes em quase nenhum outro foot controller:

  • Uso dela como interface de áudio - tenho notado uma latência quase imperceptível quando usado com meu MacBook Pró, dispensando a compra de uma interface separada. Os cabos ficam ligados todos na pedaleira, que é bem robusta e aguenta as pancadas do dia-a-dia;
  • Uso como Foot Controller - no mesmo cabo USB a GT-10 fornece uma interface MIDI, reduzindo o número de cabos ligados;
  • Setup reserva - se der algum problema no laptop ou não puder levá-lo ou ligá-lo, basta usar usar a GT-10 da forma tradicional - processando os sons por ela mesmo. Nenhum Foot Controller possui esta funcionalidade.

Ligando a GT-10 no Guitar Rig

Agora que argumentei o suficiente para justificar a carga de mais um equipamento no meio das parafernalhas, vou explicar como ligar tudo.


1 - Conecte a guitarra na GT-10 (cabo p-10) e a GT-10 no computador (USB);
2 - Abra o Guitar Rig 4 e vá em Preferências. Depois configure de acordo com as imagens abaixo:








Usando a GT-10 como Foot Controller

A GT-10 foi projetada para ser um processador de sons, e secundariamente para ser um controlador midi. Por isso, ela possui algumas limitações em relação aos controladores comuns de mercado.

Funcionamento Geral:
  • Como foot controller, a GT-10 irá trocar patches pelos pedais 1~4, e alternar os bancos pelos pedais up e down - até aí tudo normal. A única coisa é que você terá que separar 25 bancos (de preferência os 25 primeiros) e literalmente zerá-los, para deixar em bypass;
  • Desligue todos os efeitos e todas as simulações da GT-10, para que o sinal da guitarra não seja processado por ela, mas sim pelo software - e copie esta configuração para os 98 patches seguintes (ou seja, do patch 01-2 até 25-4. O patch 01-01 não endereça ninguém no Guitar Rig e acima do 24-4 a GT-10 não envia o sinal correto para o Guitar Rig;
  • Desligue os Assignments dos CTLs 1, 2 e FX. Todos os assignments a partir de agora devem ser feitos pelo Guitar Rig e não pela pedaleira;
  • Os patches do Guitar Rig são organizados em Tags, que são como categorias - e são ilimitados. A GT-10 consegue endereçar até 99 patches de uma categoria ativa. Quando é selecionada uma Tag, todos os patches dela são endereçados em ordem sequencial na GT-10. Ex: O patch 001 vai para o patch 01-1, patch 002 para 01-2, 004 para 01-4 e 005 para 02-1. 
  • Se você não usa os 99 patches do Guitar Rig (por categoria), você pode "zerar" menos patches da GT-10, para não disperdiçar patches da pedaleira.
  • Os assignments são feitos através da função Learn do Guitar Rig. Clique com o botão direito sobre algum parâmetro a ser mapeado para algum botão da pedaleira e selecione a opção Learn. Depois aperte o botão correspondente. Se for o volume ou wah-wah, mova o pedal de expressão;
  • Cada assignment deverá ser gravado em seu próprio patch. Se não salvar, perderá as alterações;
  • Muito cuidado ao fazer os assignments: existem alguns bugs no Guitar Rig 4 onde ao mapear um pedal para mais de uma função, o programa é fechado e perde-se todas as alterações e todos os mapeamentos não salvos. Durante a edição de muitos patches, de vez em quando, feche e abra o Guitar Rig, para que os assignments sejam salvos e não se percam;
  • A GT-10 permite o chaveamento das funções do pedal de expressão no mesmo patch (ex. Wah/FV, FV/PB, Wah/PB). Isto não pode ser reproduzido no Guitar Rig 4. Mais de um patch deve ser criado para se utilizar o pedal de expressão funções distintas;
  • Os Leds dos CTR's não ficam ativados quando um efeito é ativado por eles. Para reproduzir este efeito, ative um assignment que liga/desliga um efeito que não tenha volume e grave no patch - apenas para reproduzir o efeito do Led.
  • Para criar assignments que sirvam para todos os patches, basta bloqueá-lo - ativando a opção lock do menu de contexto da guia Controller;

Abaixo, as configurações que uso no Guitar Rig:




É isso aí pessoal.
Se tiverem dúvidas, é só me mandar que procurarei ajudá-los.
[]'ss

24 comentários:

Anônimo disse...

Olá amigo, tudo bem ???

Li uma postagem sua sobre como ligar a GT-10 junto ao guitar rig.
Mas tenho uma dúvida... é possível AMPLIFICAR todo o som que sai do computador, em um amplificador de guitarra de verdade ? Ou só seria possível naquelas caixas profissionais de estudio ( yamaha ou selenium ) ?

Se der pra ligar, poderia me dar alguma dica ? Abraços.

Filipe

Leandro C. Almeida disse...

Olá Filipe,

É possível sim, mas de preferência o som gerado pelo Guitar Rig deve ir direto para um PA (mesa de som + amplificador) ou se for para um ampli de guitarra, de preferência usar a entrada Return dele, e não a INput, pois senão o som seria modificado novamente pelo pré-amp do amplificador.
Abs!

fabricio disse...

Bom dia Irmão Leandro,

Possuo uma pedaleira Digitech GNX3000 e estou afim de usá-la conjugada com o Guitar Rig. consegui fazer funcionar, mas gostaria de alterar a forma de conexão. Está funcionando assim: Guit>notebook>caixa (até aí normal)depois a pedaleira ligada no USB muda os timbres. Quando estava configurando, "antes de instalar o NET FRAME" ligando os P10 na pedaleira saiu os 02 sons misturados (uma merda)
agora, não funciona mais. Preciso fazer toda a conexão direto na pedaleira e somente o USB no PC. Pode me ajudar de alguma forma??????


PAZ!!!

Leandro C. Almeida disse...

Olá Fabrício,
Você deve usar um patch na GNX 3000 em branco, ou seja, sem efeitos nem simulações ligados. Você pode inclusive (como eu fiz) separar vários bancos/patches como bypass para você utilizá-los somente com o Guitar Rig. Outra coisa importante: verifique nas configurações da pedaleira se existe alguma opção para desativar a função de Monitoração (USB Monitor). Isto fará com que você ouça somente o som produzido pelo Guitar Rig.
Espero ter ajudado.
Abs!

Roberto disse...

Tenho uma GT-8, consigo usar esta estratégia tb?

Walter Alexandre A. de Oliveira disse...

Quando uso a função Learn no Guitar Rig 4, sempre é atribuído CC#0 e não é possível escolher o valor do control change (CC#) manualmente. Mas na sua figura aparece os valores corretos. Você fez alguma configuração extra no GT-10?

Roberto disse...

Estou com muito problema de latência, como vc conseguiu resolver?

Tenho um Windows 7 e utilizo o Asio4ALL 2.1

Leandro C. Almeida disse...

Olá Roberto,
Cara, quando eu usava no Windows, eu procurava usar somente o driver da BOSS. Usava o Asio4All somente quando usava o Guitar Rig.
Neste caso, eu diminuia o número de samples e buffer do Asio, para melhorar a latência até o ponto onde não havia clicks.

Abs!

jf disse...

ola sou o jf gostaria de saber se os dois cabos p10
vao na pedaleira ou so o da guiotarra obr e um abraço

Anônimo disse...

Leandro, bom dia! Meu nome é André.
Desculpe, não entendi muito bem o post. Restou uma dúvida, poderia me ajudar!? Seria de grande valia!
É possível utilizar os efeitos da GT10 (do patch 26 pra cima) simultaneamente com o guitar rig... Digo, selecionar efeitos tanto do GR quanto da GT sem alterações nas configurações? Pra uso ao vivo...

Roberto disse...

Vc pode usar os sons da GT-10, Porém vai ficar um pouco robotizado, vc precisa criar sons limpos no guitar rig e usá-los junto com seus timbres da GT-10. Mas o melhor é usar os timbres do Guitar Rig e depois se for usar os sons da GT-10 vc fecha o aplicativo, é muito rápido e sempre faço isso ao vivo.

Anônimo disse...

Opa Leandroa, como eu sonsigo fazer isso na pod hd 500?

Leandro C. Almeida disse...

Cara, se vc tem uma POD HD 500, de boa, o som do Guitar Rig não será melhor do que o da POD HD500...

Regulando bem, a HD500 soou MUITO melhor - principalmente no feeling - do que o GR4.
Alguns samples que eu publiquei em outros posts também não refletiram fielmente o que eu obtinha com ela nos meus fones (por uma série de fatores...), mas vai por mim, atualizando a POD e regulando legal, hoje, eu que tenho um set analógico + ampli valvulado digo com convicção que é um excelente equipo.

Mas se quiser testar, é só plugar a POD no micro, usando o USB e configurar a entrada do GR4 para a interface que a POD vai habilitar depois de instalar os drivers dela.

Não se esqueça de usar um patch em branco para isso!
[]'s

Anônimo disse...

Srs, gostaria de uma opiniao... tenho uma gt10 e ainda nao consegui parametrizar os melhores simuladores de ampli neste aparelho... Em se tratando de simulacao, qual é de fato o melhor hardware ou software do mercado? No caso de software, amplitube é tao bom qnto guitar rig? Alguem sabe da utilizacao do guitar rig por famosos/guitaristas renomados? Com certeza isso seria um bom termometro... Obrigado e abs

Renato Brito disse...

Primeiramente, muito obrigado por esse post!
Cara, eu to com uma dúvida cruel mesmo rsrs
Simplesmente não consigo controlar os presets do Guitar Rig na GT10.
O que quero é simples:
Tenho um banco totalmente "em branco" e quero controlar presetes do GR na Boss.Acho que não entendi direito a explicação sobre essa parte.
Vc pode me ajudar??
obrigado!

Mario Campello disse...

Bixo, esse teu post é o melhor possível. Mas seria legal vocie fazer um vídeo disso. São muitos passos. Você acha que rola? Muitos views no caminho hein! hehehe

Anônimo disse...

Cara obrigado por esse post...
eu nao consegui ligar a gt-10 no guitar rig na aba MIDI nao aparece a gt-10 como na imagem desse post.

se puder, eu agradeceria ainda mais!!

obrigado.
Antonio

Anônimo disse...

olá amigo...
será q é possível ligar o guitar rig com a roland gr33

obrigado

Anônimo disse...

é possivel conectar com qualquer pedaleira digital da boss (GT100)?
valew parceiro...



Anônimo disse...

Leandro, eu poderia ligar um pedal analógico (ex. Cry baby) na saída do Guitar Rig, antes do som ir para a mesa?

Leandro Almeida disse...

Olá pessoal, blz?

É possível sim ligar qualquer pedaleira moderna (GT 100) com o Guitar Rig. Na minha opinião, confesso que acho desnecessário, pois as novas pedaleiras (POD HD500 e GT100) já possuem um nível de qualidade superior aos atuais softwares de guitarra.

Talvez na próxima safra destes softwares tenhamos algum salto de qualidade que justifique esta ligação.

...

Quanto a ligação de pedais analógicos com pedaleiras, digo que é sim possível e pode ficar bom (não é regra), pois deve-se atentar para a posição do pedal na cadeia - seja antes da pedaleira, depois, ou no meio, com o uso da saída/entrada de loop.

Já não digo o mesmo com relação aos softwares, pois minhas experiências não foram das melhores. Isto porque há diferenças de impedâncias envolvidas, e o sinal pode ser MUITO influenciado/colorido pelo som do pedal.
Porém, utilizando o CryBaby logo depois da guitarra, antes do SW, é possível ter um resultado melhor, mas talvez você tenha que reduzir o volume de input.

Abs!

† Nightfalls † disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael Stefanski disse...

Boa tarde Leandro.

Tenho instalado tudo certo mas nas preferencias do Guitar Rig ele nao exibe a opçao da GT 10no INPUT e OUTPUT, apenas exibe 1, 2 e not connected. Poderia me ajudar? Obrigado pela atencao.

Breno Lima disse...

Fala Leandro! Ótimo post!
Apenas uma pergunta, você sabe se é possível controlar o Guitar Rig ou o Amplitube 3 utilizando uma GT-8? Utilizo a versão 5 do Guitar Rig, e acredito que os efeitos tenham mais qualidade que os da Gt8.

Valeu pela atenção!!

Postar um comentário